Quem nunca ouviu o dito “Sou brasileiro e não desisto nunca”? Acho que esse é o mote do brasileiro. Nem sei como ainda não virou refrão de música popular — ou já virou? Eu concordo com essa expressão. Mas existe um fator que faz disso um motivo de orgulho ou de vergonha pra nós brasileiros: do quê não desistimos? Acho que a intensão de quem criou essa expressão era algo como “não desistimos de lutar, de ser um país mais livre, um país melhor”.

Falácia! Somos um país, com homens e mulheres de marca “brasileira”, que não desiste nunca de furar a fila do supermercado.Não desiste nunca de sentar no ônibus no assento preferencial [e ainda que fosse num outro qualquer] e fingir não ver a senhorinha do lado cheio de sacola. Não desiste nunca de ir ao médico e dar um jeitinho de conseguir um atestado-extra [ou pelo menos pro dia todo]. Não desiste nunca de conseguir medicamento-controlado sem receita médica [ou conseguir a receita de maneira ilícita]. Não desiste nunca de estacionar o carro na vaga de idoso ou deficiente físico sendo que você não é nem um nem outro.

Brasileiro não desiste nunca, é verdade. Infelizmente é verdade. Inclusive não desiste nunca de reclamar do próprio país colocando na conta dos governantes que, diga-se de passagem, foram eles mesmos quem os colocaram lá. Não desiste nunca de colocar a sua culpa na Dilma e sua turma. A gente sempre brinca que “made in china” é sempre tudo falsificado e de péssima qualidade. E o “made in brazil”? Honestamente, me orgulharia mais de ser conhecido como do povo que falsifica tênis da Nike.

* Publicado originalmente no Mais Café. Por Tihh Gonçalves ©